Ivo Adams

Violinista e fundador do meuviolino e atualmente dedico meus estudos e pesquisas focado em ajudar e direcionar qualquer violinista independente do nível que ela está. O blog é totalmente direcionado para reviews do meuviolino, o projeto já começou algum tempo, mais precisava de teste que são feitos em meses para ser o mais fiel possível as análises. São testes com mais de 100 mil horas de estudos para extrair o máximo possível dos materiais, como cordas, breus, arcos, espaleiras, etc. Não é um blog para técnicas, métodos e aulas e sim reviews fruto de muito estudo que faz parte do dia-a-dia do meuviolino.

[ TESTADO • Evah Pirazzi ]

Pirastro Evah Pirazzi (E-goldsteel).

Esta corda Mi  (E), de núcleo sintético, que já estou usando há bastante tempo no meuviolino, é a melhor, e até o momento não perde nem a afinação. Gostaria de fazer um review completo sobre este encordoamento, mais fica para quando conseguir comprar o jogo completo para ser testado.

 

Antes de mais nada, apenas por curiosidade, a Evah Pirazzi foi uma produto desenvolvido com a assinatura de grandes solistas e músicos de orquestra renomados, é uma produto da Pirastro que trouxe outro nível­ de qualidade sonora e solí­stica. O Produto foi tão inovador no momento do lançamento que seu efeito no mercado levou os concorrentes ao desenvolvimento de produtos de alto luxo objetivando chegar a altura da Evah Pirazzi. Então, portanto, dessarte, rs, a Pirastro conseguiu uma fatia do mercado moderno de cordas com um produto excepcional a um custo razoável para além das fronteiras do Brasil, mas para os nossos padrões, nem tanto, não é sem razão que no meuviolino só dispõe de uma única corda para ser comentada :D.

 

• Testada
• Tempo de uso: 7 meses
• Tempo de uso diário: 45min à 2hs
• Tempo médio de uso: 50.300min
• meuviolino usado: Cópia modelo Italiano de 1949 de Armando Di Lelio

 

Antes de falar do encordoamento, registro um item muito importante: “O encordoamento será diferente em cada estilo de violino. Pode funcionar perfeitamente no seu violino e não muito bem no meu, existem algumas variáveis  entre violino e os acessórios.” Mas o que deixo em estudo, pesquisa, testes e tempo de uso do encordoamento, pode servir de um norte, ajudando na hora da sua escolha.

Usei e está aprovadíssima. A Pirastro acertou em cheio. Tem um timbre muito intenso e poderoso, excelente para solistas, e para quem procura uma boa corda. É equilibrada, resistente e segura a tensão de forma impressionante. Sua reprodução é excepcional e tem excelentes respostas em qualquer um dos níveis dinâmicos. Elas ressoam lindamente e têm um tom dourado, prateado, doce, nobre e cheio, lamentando, como já expressei, que em razão do seu alto custo no nosso país, só me foi possível testar a corda Mi (E); ressalto que quando a juntei com as minhas dominant, equilibrou o timbre de uma forma magnífica, levando meuviolino a outro nível. A Evah Pirazzi (E-gold), no meuviolino, trouxe um som complexo, rico em tonalidades, com sonoridade de um núcleo extremamente brilhante, entregando muita expressão, grandes alcances e excelentes dinâmicas. Não sem razão que grandes musicistas completam seu encordoamento com essa corda.

Resumindo, no meuviolino é a melhor corda Mi que já utilizei. Estou extremamente apaixonado por ela. Claro que posso mudar de opinião, na medida em que conseguir testar todas as cordas que estão na minha lista e no meu projeto de reviews para os próximos anos. Não quero fazer um review apenas de colocar e usar, não mesmo! Todos os encordoamentos têm timbres diferentes quando instalados, até fixar a tensão e chegar ao momento da troca. Mas até o momento, é a minha corda Mi (E). Talvez para você não venha a ser, mas para o meuviolino encaixou perfeitamente.

Em geral, adoro essa corda. Eu gostaria que elas pudessem ter um preço mais acessível no mercado brasileiro, mas graças a Deus temos fornecedores internacionais que as entregam pela metade do preço, :D.

 

Sites de Compras

Uma observação importante nos sites de compras é verificar sempre quem é o vendedor, depoimentos da loja, aferir se o encordoamento é original comparando-o com o manual do fabricante que detalha bem a numeração de série, cores e características originais do produto. Verifiquem sempre a reputação do vendedor. Muito bem breve estarei abrindo um artigo com lojas confiáveis, e falando como identificar melhor um encordoamento.

 

Corda Mi Evah Pirazzi Gold
Mercadolivre – Média de R$70,00 (Frete Free ou Pago)
Aliexpress – Média de R$60,00 (Frete Free)
Ebay – Média de R$55,00 (Frete Free ou Pago)

Eva Pirazzi Jogo Completo
Mercadolivre – Média de R$500,00 (Frete Free ou Pago)
Aliexpress – Média de R$270,00 (Frete Free)
Ebay – Média de R$250,00 (Frete Free ou Pago)

 

Site oficial do encordoamento
Manual do encordoamento

 

Empresa

Sede: Offenbach am Main, Germany
Fundada em: 1798

Site Oficial da Pirastro
www.pirastro.com

 

Quem usa dos grandes violinistas

• Maxim Vengerov
• Joshua Bell
• Janine Jansen
• Vanessa Mae
• Itzhak Perlman (Apenas a Mi)
• Hilary Hahn (Apenas a Mi)
• Anne-Sophie Mutter (Apenas a Mi)
• Anne Akiko Meyer (Apenas a Mi)
• Julia Fischer (Apenas a Ré e Sol) 

 

Exemplos do Som do Encordoamento

Tensão: Média
Nível da Corda: Profissional.
Finalidade de uso: Estudos diários, uso em orquestra profissional, música de câmara e solos.

 

Reviews e conclusões gerais pelo mundo
Em tudo que li e testei sobre essa corda e reviews pelo mundo é: som limpo e moderno, diferente dos modelos que querem imitar o timbre das cordas de tripa. Tem explosão sonora e brilho moderado, timbre complexo, expressiva, gama dinâmica e estabilidade. Seu projeto foi tão inovador que hoje temos no mercado modelos como Vision Titanium, Peter Infeld, Larsen Tzigane, Larsen Virtuose entre outras. Comparando com aos modelos de luxo, a Evah ainda tem um custo sensacional para um solista em plena atividade. Vale muito experimentar.

Entendendo o “tom frio, quente e escuro” do gráfico

Existe muitas terminologias para descrever as diversas qualidades sonoras das cordas: suave, macio, claro, morno, complexo, pesado, escuro, cheio, etc. Fazendo um paralelo entre os tipos de núcleos com os sons que produzem, fiz um gráfico para classificar o encordoamento e como ele se comporta do suave ao pesado.

Deixe uma resposta