Ivo Adams

Violinista e fundador do meuviolino e atualmente dedico meus estudos e pesquisas focado em ajudar e direcionar qualquer violinista independente do nível que ela está. O blog é totalmente direcionado para reviews do meuviolino, o projeto já começou algum tempo, mais precisava de teste que são feitos em meses para ser o mais fiel possível as análises. São testes com mais de 100 mil horas de estudos para extrair o máximo possível dos materiais, como cordas, breus, arcos, espaleiras, etc. Não é um blog para técnicas, métodos e aulas e sim reviews fruto de muito estudo que faz parte do dia-a-dia do meuviolino.

[ UNBOXING • Breu Andrea A Piacere ]

Breu Andrea A Piacere

Este post foi feito com bastante carinho para que Unboxing do Breu Andrea A Piecere enviado pela Cremona in America, llc. Antes que possamos falar um pouco sobre os detalhes de embalagem, acabamento, apresentação e todo unboxing deste Breu que está classificado entre os melhores que existem no mundo. O breu Piacere tem exatamente a mesma fórmula que o Tartini “GREEN” já conhecido por muitos violinistas por proporcionar um controle de arco entre a crina e as cordas sem muito esforço. Sem deixar é claro um detalhe extremamente importante: “A produção de som continuar maravilhosa. Sua fórmula diferenciada e muito pura, traz comentários diferenciados e depoimentos maravilhosos tanto do fabricante como pelo mundo e um detalhe que me chamou muito a minha atenção é: “Um breu que extrai o máximo proveito de um violino”.

 

Breve estaremos lançando um review completo dos testes e experimentos que faremos nos próximos meses, aguardem. Não poderia deixar de agradecer o apoio da Cremona in America, llc em nos enviar dois Breus, Andrea Solo e o Andrea A Piacere. Quero deixar minhas palavras de gratidão ao Presidente Peter Bahng que apoiou e nos atendeu com muita atenção ao projeto e enviou para meuviolino o Breu Andrea para fazer um review completo, muito obrigado /ô/ Sr. Bahng. Hoje, estarei apenas postando detalhes iniciais do unboxing para o Andrea A Piecere. E breve teremos o unboxing completo para o Andrea Solo.

• Em Testes
• Tempo de uso diário: 45min à 2hs
• Cordas utilizadas: Núcleo de Aço e Sintéticas
• Arcos que serão Utilizados: Iniciante, Intermediário e Profissional
• Material dos Arcos: Pau-Brasil, Ipê, Fibra de Carbono e Pernambucano
• Crinas: Sintética e Animal
• meuviolino usado: Cópia modelo Italiano de 1949 de Armando Di Lelio

 

Como estou separando este artigo para Unboxing, achei muito interessante compartilhar a história de como surgiu este conceituado Breu. Toda a história começa com Andrea Bang, história que está dentro do site do fabricante, fiz uma tradução para compartilhar como surgiu o Breu Andrea. Se quiser conferir a descrição original, segue o link: www.cremonainamerica.com/andreabang

 

Andrea Bang e como tudo começou

Em 1935, Andrea Bang nasceu em Nagoya, no Japão. Ele começou o violino aos quatro anos de idade. Quando a Segunda Guerra Mundial acabou em 1945, ele foi para a Coréia com seu pai. Quando a Guerra da Coréia explodiu em 1950, encontrou separação permanente de seu pai. Ao procurar abrigos em Daegu, ele foi escolhido como membro junior do Departamento de Educação da Força Aérea da Coréia, para concertos musicais para soldados.

Vendo que Andrea era um talento incomum e um esforço incessante para ser um grande violinista, um patrocinador envolvido com as Missões Estrangeiras de Paris ajudou Andrea para que ele pudesse ir a Paris para mais estudos de música aos 17 anos. Em Paris, enquanto ele recebia várias assistências de patrocinadores da alta sociedade da Europa, ele teve uma valiosa chance de estudar com os mestres contemporâneos, como Yanovsky e Mullican.

Andrea Bang teve uma honra rârrissíma quase incomum, uma oportunidade única de adquirir um presente, um verdadeiro Stradivari 1702 da Mullican. Ele atuou como membro do Vivaldi String Quartet na Europa, onde foi seu palco principal e também se apresentou em uma orquestra da igreja.

Enquanto ele se misturava com celebridades, ele se apresentou com diligência em concertos de caridade para deficientes. Nessas atividades de caridade, ele conheceu muitas pessoas proeminentes, incluindo o Dr. Schweitzer. Quando o Dr. Schweitzer viu Andrea tocando uma obra-prima italiana antiga, ele expressou seu arrependimento de que tais obras-primas estavam gradualmente desaparecendo e que mesmo as restantes estavam perdendo o som e sendo esquecidas devido ao envelhecimento. Ele sugeriu a Andrea Bang para considerar um trabalho para reviver o som de instrumentos clássicos e deixar a conquista para a próxima geração como um patrimônio cultural da humanidade. Naquele momento, Andrea decidiu aceitar a sugestão do Dr. Schweitzer e começou desde então sua pesquisa sobre vernizes de instrumentos e outros assuntos relacionados.

Ele viajou extensivamente para a Guiné, Gana, Senegal, Gabão e outras regiões africanas e vários países asiáticos, como a Índia e a Tailândia, em busca da antiga rota de comércio de ingredientes usada há 200 a 300 anos. Excrementos de insetos selvagens, seiva de árvores tropicais, cones de abeto e grãos de café foram alguns dos muitos ingredientes que ele testou para o verniz natural. Ele acreditava que o verniz é um aspecto importante para o instrumento de cordas. Depois de centenas de falhas em materiais e combinações de mistura, ele conseguiu encontrar as fórmulas para o instrumento de corda para fornecer o melhor desempenho ideal. A qualidade dos instrumentos de Andrea é aprovada por músicos profissionais.

Além de trabalhar em vernizes naturais, Andrea desenvolveu tratamento osmótico por ingredientes naturais especiais aplicados em pontes, postagens de som para instrumentos de cordas. Além disso, ele desenvolveu breus diferenciados por tipos de instrumento de corda e para ambientes e estilos diferentes para ter o melhor desempenho aos músicos, sendo assim forneceu para os músicos um breu que entrega um som ideal de forma abrangente.

 

Voltemos ao Unboxing

Sobre a embalagem e acabamento do Breu Andrea A Piacere
Primeiro quero deixar registrado minhas palmas e meus comprimentos pelo excelente trabalho e preocupação com a embalagem, seu acabamento envernizado para passar a sensação de classe e lembrar a história do fundador com suas pesquisas e descobertas com verniz. Um dos detalhes que chamam atenção e chamou a minha, sou suspeito porque adoro design clean e minimalista, sua apresentação frontal é simples, direta e bem feita destacando em alto relevo e com verniz localizado no desenho central da voluta. Algumas marcas possuem, espumas, pano, caixa, e outros detalhes para proteger o breu, com o breu Andrea é diferente, a própria embalagem é a proteção do Breu, e sua embalagem transparente com detalhes impressos, trazem charme autoridade em dizer nosso breu é diferenciado.

Iremos iniciar os testes e breve teremos um review completo para falar de dados específicos. Iremos fazer testes de temperatura, gravações caseiras, studio, uso em igrejas e outros lugares que possíveis para que possamos extrair o máximo do Breu Andrea e descobrir porque está entre os melhores do mundo. Pena que no Brasil pelo preço alto, muitos não experimentam, mas mesmo sem testar ainda o Breu posso dizer que é aclamado pelo mundo, já venho lendo sobre ele a bastante tempo, vendo reviews, lendo depoimentos, vendo perfomances. O breu é tão interessante que venceu uma disputa com 40 breus testados por um fabricante de cordas. No review irei anexar a matéria, e o mais interessante dos 40 breus apenas 3 foram classificados pela empresa e dois deles pertenciam a Cremona In America. Estou bastante empolgado para fazer os testes. Os testes serão feitos inicialmente em 2 violinos diferentes e 4 estilos de arcos diferentes. Queremos de fato estudar, pesquisar e experimentar. Se você que está lendo este artigo de Unboxing e quiser deixar sua sugestão para testes que tenham curiosidades, deixe nos comentários.

Não posso deixar de notar, como é muito nítido o alto padrão de qualidade da Cremona in America com seus produtos, mas o Breu Andrea traz um elemento diferenciado e único sua história e qualidade de acabamento de todo o material que envolve o breu. Um detalhe bastante interessante é a embalagem que preocupada com quedas, etc, traz uma proteção incrível, e não é a toa que sua embalagem é arredondada, justamente para distribuir todo o impacto que possa existir e aliviar a pressão de algum objeto que posso que cai ou fique por cima do breu, afinal de contas não é qualquer breu que estamos falando, :D. ou seja é um produto primoroso e diferenciado, quem quer testar e experimentar não ficará insatisfeito, pena que o investimento no Brasil deixa muitas vezes distante este breu para muitos músicos. Confiram as fotos de todo o Unboxing que fizemos antes de iniciar os testes no meuviolino.

 

 

Lembrete ao nossos leitores, é muito importante: “O encordoamento será diferente em cada estilo de violino. Pode funcionar perfeitamente no seu violino e não muito bem no meu, existem algumas variáveis  entre violino e os acessórios.” Mas o que deixo em estudo, pesquisa, testes e tempo de uso do encordoamento, pode servir de um norte, ajudando na hora da sua escolha.

 

Sites de Compras

Uma observação importante nos sites de compras é verificar sempre quem é o vendedor, depoimentos da loja, aferir se o encordoamento é original comparando-o com o manual do fabricante que detalha bem a numeração de série, cores e características originais do produto. Verifiquem sempre a reputação do vendedor. Muito bem breve estarei abrindo um artigo com lojas confiáveis, e falando como identificar melhor um encordoamento.

 

Breu Andrea A Piacere
Loja Oficial Cremona In America  – Média de R$130,00 (Frete Free ou Pago)
Mercadolivre – Média de R$200,00 (Frete Free ou Pago)
Ebay – Média de R$130,00 (Frete Free ou Pago)

 

Empresa: Cremona in America
Sede: New York
Fundada em: 2002

Andrea Rosin foi introduzida pela primeira vez em 2002 como Tartini Rosin.  O Breu Tartini foi rapidamente reconhecida como distinta fabricante de breus por grandes violinistas famosos e de renome mundial e, principalmente dos amantes de cordas, levando assim seu reconhecimento como uma grande produtora mundial. Em setembro de 2005, a Andrea Bang introduziu uma versão atualizada chamada “Andrea”, que foi projetada para fornecer aprimoramentos de som ainda mais sensíveis e sofisticados do que “Tartini.” Em 2009, a Cremona na América reintroduzi o Breu Andrea com melhor desempenho e um novo visual. Os Breus Andrea disponibiliza versões para violino, viola ou cello em três estilos.

 

Site Oficial da Cremona In America
www.cremonainamerica.com

Instrumento: Para violino
Nível do Breu: Profissional
Finalidade de uso: Estudos diários, uso em orquestras e principalmente para solos.

2 Comments

  • Marcelo

    outubro 29, 2017 at 3:07 am

    Está saindo melhor comprar no BR mesmo? Pq pelo ML tem um rapaz que se diz revendedor oficial que vende o breu a R$138 em 12x sem juros e ainda manda com frete grátis! Interessante…

Deixe uma resposta